WhatsApp (41)99986•0221      Peça já seu orçamento!

INICIO / PESQUISA NO SITE

Pesquisa por "Painéis Solares em condomínios" retornou resultados:

O condomínio solar é uma instalação de energia solar que aceita o capital de vários investidores e fornece crédito de energia para consumidores de energia.

De acordo com os regulamentos da ANEEL, a micro- e minigeração distribuída consistem na produção de energia elétrica a partir de pequenas centrais geradoras que utilizam fontes renováveis de energia, como solar e eólica, conectadas à rede de distribuição por meio de instalações de unidades consumidoras. Para efeitos de diferenciação, a microgeração distribuída refere-se a uma central geradora de energia elétrica, com potência instalada menor ou igual a 75 quilowatts (kW), enquanto que a minigeração distribuída diz respeito às centrais geradoras com potência instalada superior a 75 kW e menor ou igual a 3 megawatt (MW), para a fonte hídrica, ou 5 MW para as demais fontes.

Uma importante inovação trazida pela Resolução Normativa nº 482/2012 foi o Sistema de Compensação de Energia Elétrica. Esse sistema permite que a energia excedente gerada pela unidade consumidora com micro ou minigeração seja injetada na rede da distribuidora, a qual funcionará como uma bateria, armazenando esse excedente. Quando a energia injetada na rede for maior que a consumida, o consumidor receberá um crédito em energia (kWh) a ser utilizado para abater o consumo em outro posto tarifário ou na fatura dos meses subsequentes. Os créditos de energia gerados continuam válidos por 60 meses.

Com o objetivo de reduzir os custos e o tempo para a conexão da micro e minigeração, compatibilizar o Sistema de Compensação de Energia Elétrica, aumentar o número de consumidores e melhorar as informações na fatura, a ANEEL publicou a Resolução Normativa 687/2015.

Essa atualização trouxe novas possibilidades para o consumidor utilizar os créditos de energia em outras unidades previamente cadastradas dentro da mesma área de concessão e caracterizada como autoconsumo remoto, geração compartilhada ou integrante de empreendimentos de múltiplas unidades consumidoras, os condomínios solares, em local diferente do ponto de consumo.

No Brasil o primeiro condomínio solar será no Ceará. O local escolhido para implantação do projeto foi a cidade de Limoeiro do Norte. Serão utilizadas ao todo 3.420 placas fotovoltaicas, com potência total instalada de 1 MW, o suficiente para abastecer aproximadamente 900 residências todos os dias. Nessa primeira etapa serão investidos R$ 7 milhões. O condomínio solar vai cobrir uma área de 10 hectares da Chapada do Apodi, na cidade de Limoeiro do Norte, e a sua construção se dará em duas etapas. A primeira, prevista para ser concluída no final de 2015, prevê a instalação de painéis fotovoltaicos em uma área de 3 hectares. Posteriormente, o restante do espaço também será equipado com painéis fotovoltaicos, ampliando gradualmente a capacidade de geração da unidade.



Não encontrou o que procurava? Fale com um especialista em Energia Solar agora e fique sabendo de todas as vantagens econômicas e ambientais de se usar energia limpa!

Reiniciar pesquisa

Carrano Solar • Escritório Curitiba
Rua José Drulla Sobrinho, 231 - Uberaba
Curitiba • Curitiba • Paraná • Brasil
 +55   41 • 99986-0221
 vendas@carranosolar.com.br

Atendimento com hora marcada via WhatsApp*


   
COPYRIGHT © 2019 • CARRANO SOLAR - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Todas as imagens, exceto onde especificado, são propriedade de CARRANO SOLAR. É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, parcial ou total deste site por qualquer meio sem a autorização. A reprodução total ou parcial de qualquer elemento deste web site é expressamente proibida.



 
Pesquisa no site por "Painéis Solares em condomínios" retornou resultados."